MAIS FM
MAIS TV

Brasília abre hoje maior festival de motociclismo da América Latina


O ronco de motocicletas envenenadas deve ser o som mais ouvido em Brasília no maior festival de motociclismo da América Latina e terceiro maior do mundo: o Capital Moto Week (CMW). A 17ª edição do festival, que começa nesta quinta-feira (21) e vai até o dia 30, deve reunir mais de 800 mil pessoas de vários países, além de cerca de 300 mil motos, no Parque de Exposições da Granja do Torto.

Na primeira edição do evento após a pandemia de covid-19, a programação inclui mais de 70 shows, boa parte de bandas de rock novas e já consagradas, como Capital Inicial, Raimundos, Paralamas do Sucesso, Biquíni Cavadão, Dead Fish, Blitz e Detonautas. “Todos os shows principais terão intérpretes de libras e espaços pensados para garantir mobilidade das pessoas com deficiência”, informa o organizador do Capital Moto Week, Pedro Affonso Franco.

Quem for ao festival, que mais uma vez será 100% petfriendly (aberto a animais), também poderá assistir a apresentações de luta livre performática, cinema ao ar livre e globo da morte. Para agradar a pessoas de todas as idades e todos os tipos de público, a estrutura terá ainda parque de diversões e a maior tirolesa instalada em festivais do Distrito Federal.

Neste ano, além das áreas de lazer ampliadas e de duas praças de alimentação, quiosques espalhados pelo festival oferecerão mais de 30 operações gastronômicas tradicionais da cidade. De segunda a sexta-feira, das 12 às 14h, a entrada é gratuita para o almoço.

Números

Os números do evento dão a dimensão de quão grande e importante o festival se tornou. Segundo os organizadores, mais de 40 mil toneladas de aço foram usadas na estrutura, que ocupa 250 mil metros quadrados, o equivalente a 25 estádios de futebol. Durante a montagem, foram instalados 3 mil metros quadrados (m²) de alambrados, 300 tendas e 50 mil metros de cabos de energia.

A organização pretende quebrar neste ano o recorde do tradicional passeio de motociclistas pelos principais pontos de Brasília, que marca o último dia do festival. Em 2019, na última edição do evento, mais de 45 mil motos participaram.

Camping

O CMW 2022 tem ainda um local para136 barracas para adeptos do camping. Juntas, as barracas comportam, em média, 270 pessoas. Crianças até 12 anos não pagam param usar o camping.

Também há opção para quem vier em motorhomes. Nesta edição mais de 8 mil metros de área verde estão destinados a esse público e aos carros com barraca de teto que ali poderão ficar estacionados durante todo o festival. A organização garantirá pontos de água e de energia.

O espaço terá ainda estacionamento exclusivo para motocicletas, banheiro com chuveiro quente, segurança, entrada no evento para duas pessoas, ponto de energia e controle de acesso. Além disso, será construída uma cozinha comunitária e um lounge com lareira a céu aberto.

Serviço

A entrada é gratuita para pessoas com deficiência e motociclistas que estiverem pilotando.

Os ingressos podem adquiridos aqui, ou na bilheteria do local.



Agência EBC

Centenas de professores da rede que aguardavam progressão vertical são contemplados | Notícias | Educação
[ad_1] Relação de profissionais gratificados pode ser conferida no Diário Oficial do Município desta segunda-feira,
1 2 552 553