MAIS FM
MAIS TV

Idosa é feita refém em biblioteca no centro do Rio de Janeiro


Uma senhora de aproximadamente 70 anos foi mantida refém, por cerca de 1 hora e meia, por um homem armado com uma faca, na Biblioteca Parque Estadual, na Avenida Presidente Vargas, no centro do Rio de Janeiro.  O homem entrou na biblioteca dizendo ser escritor. Em seguida, fez refém a senhora que era frequentadora assídua do lugar.

Os negociadores do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foram para o local e iniciaram a negociação. Os militares usaram uma pistola não letal (teaser) para imobilizar o suspeito do crime. A refém foi liberada ilesa.

Em nota, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, responsável pela biblioteca, informou que “após cerca de uma hora e trinta minutos de negociações (entre 17h e 18h30), a Polícia Militar do Rio de Janeiro e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) resgataram a mulher que estava sendo mantida refém na Biblioteca Parque Estadual”.

A nota diz ainda que “durante as negociações, todo o prédio foi isolado e os funcionários, retirados do local. A vítima não se feriu, mas foi levada para o Hospital Municipal Souza Aguiar e ficará em observação. O caso será registrado na 4ª Delegacia de Polícia Civil, no Centro”.

Durante esse período de negociações, a pista lateral da Avenida Presidente Vargas em direção à Candelária ficou fechada para que as forças de segurança pudessem agir.

Histórico

A biblioteca fundada por D. Pedro II em 1873 e conhecida, posteriormente, como Biblioteca Pública do Estado do Rio de Janeiro. Foi totalmente modernizada e reformada em uma obra que durou quatro anos, sendo reinaugurada como Biblioteca Parque Estadual, em março de 2014. O local tem 15 mil metros quadrados e um acervo de mais de 200 mil itens.



Agência EBC

Campeonato Brasileiro de Boxe Elite reúne medalhistas olímpicos no RJ
[ad_1] Construído para as provas de ciclismo da Olimpíada Rio 2016, o Velódromo da cidade
1 2 424 425